Pular para o conteúdo principal

Travessia Caraíva à Praia do Espelho

Acho importante fazer algumas observações sobre a travessia, pois é um percurso que deve ser feito com alguns cuidados, para evitar problemas e maiores dificuldades:

• Você só vai conseguir fazer a travessia com a maré baixa: a maior parte do trecho é feita por praias, que são praticamente todas cobertas pelo mar quando o nível deste sobe. A questão é que as praias que servirão de caminho não apresentam uma grande faixa de areia (como é comum no litoral norte da região, como em Porto Seguro, Arraial D'ajuda e até mesmo Trancoso), sendo que você pode ficar encurralado entre as falésias e o mar. Para saber o melhor horário do dia para fazer a travessia, conversem com algum pescador da região. Não tenho certeza, mas acredito que na lua cheia a maré fica mais baixa.

• Caso o nível do mar ainda esteja alto, você pode ficar em algum camping de Caraíva: tanto no estacionamento (que fica no lado norte do rio) quanto na vila (que é do outro lado). Acho importante considerar esta hipótese, já que você vai andar um bocado por estradas relativamente difíceis e pode não conseguir fazer a travessia. Para os campistas de plantão nem preciso falar 2 vezes, mas conheça a vila Caraíva: é muito simpática, têm as casinhas todas coloridas, as ruas são de areia e os moradores são muito bacanas. Um outro detalhe é que Caraíva fica encostada no Parque Nacional de Monte Pascoal: apesar da portaria do parque, e do próprio Monte Pascoal ficarem a sudoeste de Caraíva (acesso principal pela BR 498) você certamente vai poder conhecer um pouco do parque.

• Antes de começar a travessia, caso vá de à pé, informe os horários de ônibus que passa na portaria do Outeiro das Brisas, e que segue de volta a Caraíva: uma travessia começa num lugar, e obviamente termina em outro, não sendo um percurso circular. Considerando que você deixou o seu carro ou material de acampamento em Caraíva, fique atento para não passar trabalho e ter que dormir em uma praia deserta, passar fome além da conta ou ter que fazer o caminho da travessia de volta ( o que fica ainda limitado pelo nível do mar). Quando fiz o passeio, dei uma sorte danada: fiz a travessia sem muitas informações (apesar de cruzar com outras pessoas exatamente, e por sorte, nas encruzilhadas do caminho!). Fora isto, consegui pegar o último ônibus que seguia do outeiro para Caraíva! De fato fiquei preocupado quando a noite começou a cair e eu e a namorada ali, sentados num ponto de ônibus deserto, exaustos por caminhar o dia inteiro. Felizmente deu tudo certo ( na verdade deu tudo certo mesmo, porque a idéia de ir de Trancoso para esta travessia veio de um hippie do camping onde estávamos, e considerando que estávamos sem muitas informações sobre o passeio, o fato de ter encontrado um ponto de ônibus, pra voltar, já foi por si uma sorte danada!). Não tenho certeza, mas na época o preço da passagem estava em torno de R$ 13,00. E o último ônibus passou ao anoitecer, por volta das 17:45 h Informe-se!

• Uma opção muito legal para este passeio é fazê-lo de bike! Quando caminhávamos cruzamos com algumas pessoas pedalando. O passeio ficará mais ágil, e você poderá seguir de Caraíva para a Praia do Espelho e depois voltar pela estrada de terra que volta para Caraíva (que é mesmo bem radical!) Desta forma, não precisa preocupar-se com horários de ônibus. Para os cicloturistas a idéia de fazer todo o percurso de bike é uma moleza, mas para os moutain bikers, fica a dica de carregar as magrelas no carro, deixá-lo no estacionamento de Caraíva e seguir apenas o trecho da travessia.

• Uma segunda opção para voltar da Praia do Espelho até Caraíva é pelo mar: chegando na praia, você vai notar uma certa atividade maior, alguns bares, pousadas e coisas do tipo, diferente das praias desertas que você teve que caminhar até chegar ai. Procure o pessoal que está com botes e informe os horários de saída para o seu retorno a Caraíva. Este passeio certamente deve valer a pena, já que pelo que me informei, é um passeio de cerca de 1 hora de duração e que, além de te poupar as pernas para subir a estrada de ligação da praia até o ponto de ônibus (cerca de 4 Km), você vai poder ver o Monte Pascoal! Infelizmente quando fui até esta praia não estava preparado financeiramente para este tipo de passeio (que pelo que me lembro está entre 35 e 50 reais por pessoa). Para os bikers acho que a opção de retorno via mar não é possível.

2. A travessia, Caraíva - Praia do Espelho

Como já escrevi antes, tome certas precauções antes de pegar a trilha. O nível do mar, horários de ônibus ou barco, preços das passagens, dinheiro para o estacionamento, e é claro, cuidado com a insolação e desidratação (sério, consegui queimar ,pelo sol, minhas panturrilhas!)

A travessia começa na vila de Caraíva. Você vai atravessar do estacionamento (lado norte do rio) até a vila, descer a vila até o mar, atravessar de volta o rio e seguir pela praia, em direção ao norte.

Atravessando o rio Caraíva:
Loading...Imagem

Siga pelas praias desertas (então leve água). Mais ou menos no meio do caminho você vai passar pela praia do Satú: na minha opinião é uma praia até mais bonita do que a praia do Espelho (talvez por ser praticamente deserta). A praia do Satú é formada por uma areia mescla de preta com branca, possui 2 ou 3 lagoas beira mar e tem um visual incrível que une um azul inigualável do céu e mar com as falésias! Há algumas casinhas beira mar, e é possível que algum morador ofereça comida.

Praia de Satú:
Loading...Imagem

Depois de um bom tempo de caminhada beira mar, passando também por rochas, você vai perceber que a faixa de areia começa a se estreitar. Você vai estar chegando na ponta Toque-Toque, e vai ser hora de subir nas falésias!

Loading...Imagem

Passe por uma pinguela, pule uma cerca, e suba o morro. Lá em cima há um mirante muito bacana! Felizmente também há uma placa indicando a direção da praia do espelho.

Loading...Imagem

Caminhe pelas falésias (são cerca de 3 km) passe por restingas e pequenas matas, e quando você descer, de outro lado estará na Praia do Espelho.

Uma dica; muita gente costuma caminhar na praia descalço. Leve um chinelo para fazer esta trilha, porque a falésia é de terra batida, e não vai ter aguinha do mar para refrescar o chão.

3- Praia do espelho até a estrada Trancoso-Caraíva

Chegada na Praia do Espelho:
Chegando na Praia do Espelho Photo
Loading...

Estre trecho é uma ligação entre a praia até a estrada que você passou indo para Caraíva (para o sul em direção a Caraíva, e ao norte, para Trancoso). São cerca de 4 km de estrada, da praia até as proximidades da portaria de um outeiro, onde há um ponto de ônibus.

http://www.mochileiros.com/travessia-caraiva-x-praia-do-espelho-t72249.html

Postagens mais visitadas deste blog

Minhas férias - Luis Fernando Veríssimo

Eu, minha mãe, meu pai, minha irmã (Su) e meu cachorro (Dogman) fomos fazer camping. Meu pai decidiu fazer camping este ano porque disse que estava na hora de a gente conhecer a natureza de perto, já que eu, a minha irmã (Su) e o meu cachorro (Dogman) nascemos em apartamento, e, até os 5 anos de idade, sempre que via um passarinho numa árvore, eu gritava "aquele fugiu!" e corria para avisar um guarda; mas eu acho que meu pai decidiu fazer camping depois que viu o preço dos hotéis, apesar de a minha mãe avisar que, na primeira vez que aparecesse uma cobra, ela voltaria para casa correndo, e a minha irmã (Su) insistir em levar o toca- discos e toda a coleção de discos dela, mesmo o meu pai dizendo que aonde nós íamos não teria corrente elétrica, o que deixou minha irmã (Su) muito irritada, porque, se não tinha corrente elétrica, como ela ia usar o secador de cabelo? Mas eu e o meu cachorro (Dogman) gostamos porque o meu pai disse que nós íamos pescar, e cozinhar nós mesmos o p…

Ruth Rocha - Vida e obras

De como a menina que devorava livros virou a escritora que aprendeu a voar. Quando Ruth Rocha sorri o mundo parece sorrir à sua volta. Na verdade são muitos mundos que se iluminam diante do seu eterno olhar de menina. A começar pelo que ela viu se transformar em mais de 80 anos de vida, metade deles dedicados a escrever histórias que marcam a vida de milhões de crianças e jovens. Uma das maiores escritoras da literatura infanto-juvenil brasileira, Ruth nasceu em 2 de março de 1931, em uma São Paulo muito diferente onde cada bairro parecia uma cidade do interior. Na Vila Mariana onde cresceu haviam grandes chácaras, com muitas árvores, carregadas de flores e frutos, quintais e caminhos de terra que foram cenário para as suas brincadeiras e aventuras de infância. A segunda filha do Doutor Álvaro e de dona Esther, ouviu da mãe as primeiras histórias contadas como tradição de família ou lidas em livros de contos clássicos e de Monteiro Lobato. O mundo da literatura se abriu de vez com Rei…

Resumo do livro Pra que serve?, de Ruth Rocha

Mesmo que não haja uma definição específica do que seja romance juvenil, é comum os autores consagrados da literatura infantil também se aventurarem no universo adolescente ou juvenil, escrevendo narrativas que enfocam as questões “próprias” da idade: medos, relacionamentos, separação de pais, entre outros.  O livro Pra que serve?, de Ruth Rocha, uma das obras que fazem parte da coleção Literatura em Minha Casa, distribuída para alunos de escola pública de todo o Brasil, nessa obra, em uma historia bem interessante, começa quando marina vai para um acampamento nas férias e lá ela encontra pessoas que conhecem e não, ela fica em um quarto com mônica, Mirna e as geme-as Paula e Patrícia, no segundo dia todo mundo vai para a aula de artes,  Marina faz um jacaré e depois quando ela vai para o quarto Pedro chega para ela e pergunta,  Marina pra que serve esse jacaré? Marina não sabe responder e fica pensando a respeito. No dia seguinte fica perguntando para as pessoas e para si mesma para…