Pular para o conteúdo principal

O Pão do Diabo

Leia o texto a seguir e responda as questões

 Espalhou-se no bairro a notícia de que Ludovico, ao partir o pão quando jantava, teria exclamado:

      -Este é realmente o pão que o diabo amassou. O padeiro Romualdo sentiu-se ofendido em sua honra profissional e foi pedir satisfação. Ludovico não só confirmou o que dissera, como aduziu:
      - É também o diabo que fabrica a sua farinha, Romualdo. Fique alerta e verá.
     O padeiro não dormiu aquela noite. De madrugada, pé antepé, entrou na padaria e surpreendeu um estranho ser que retirava os pães do forno, fazendo-os desaparecer e substituindo-os por outros que eram amassados na hora, feitos de uma farinha especial, com vago cheiro de enxofre.
      Petrificado de espanto, Romualdo nada pôde fazer. Mesmo porque logo em seguida caiu duro no chão, onde foi encontrado ao amanhecer, e pouco a pouco recuperou a consciência.
      Seu primeiro gesto foi pedir um pão e cheirá-lo. Cheirava natural, mas o padeiro não ousou prová-lo. Fechou o estabelecimento e sumiu no mundo.

      Ludovico arrematou as instalações e passou a ser o padeiro do bairro, sem problemas.

 (Carlos Drummond de Andrade)


INTERPRETAÇÃO 1. O que Ludovico teria dito no momento em que partiu o pão durante o jantar? 
_________________________________________________________________________________ 

2. O padeiro não gostou de saber o que Ludovico havia dito. 
a) Como se chamava o padeiro? 
_________________________________________________________________________________

b) Que atitude ele tomou? 
_________________________________________________________________________________

3. Responda. 
a) Ludovico, diante da reação do padeiro, confirmou ou negou o que já havia dito?
_________________________________________________________________________________
 b) O que mais ele disse ao padeiro a respeito da farinha? 
_________________________________________________________________________________
c) Que conselho deu ao padeiro? 
____________________________________________________________________________________________ 

4. Naquela noite, o pedreiro não dormiu. a) Aonde o padeiro foi de madrugada?
 _________________________________________________________________________________ 
b) O que havia de estranho lá? 
____________________________________________________________________________________________ 

5. Ao ver a cena, o pedreiro desmaiou. Na manhã seguinte, ele pegou um pão e cheirou-o. 
a) Que cheiro tinha o pão?
____________________________________________________________________________________________ 

b) Por que, então, o padeiro não teria tido coragem de comê-lo? 
____________________________________________________________________________________________ 

6) Depois disso, o que o padeiro fez? E Ludovico? 
____________________________________________________________________________________________ 

7) Pelo desfecho - a maneira como o texto termina - é possível tirar duas conclusões: 
a) Quem era, nessa história, o “Diabo”?
 ____________________________________________________________________________________________ 
b) Com que objetivo ele teria dito o que disse no início do texto? 
____________________________________________________________________________________________ 

8) A frase -“comer o pão que o diabo amassou”- é comumente empregada na linguagem popular. 
Explique o que ela quer dizer. 
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 

9) Utilize de forma coerente a frase: “comer o pão que o diabo amassou” 
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Postagens mais visitadas deste blog

Minhas férias - Luis Fernando Veríssimo

Eu, minha mãe, meu pai, minha irmã (Su) e meu cachorro (Dogman) fomos fazer camping. Meu pai decidiu fazer camping este ano porque disse que estava na hora de a gente conhecer a natureza de perto, já que eu, a minha irmã (Su) e o meu cachorro (Dogman) nascemos em apartamento, e, até os 5 anos de idade, sempre que via um passarinho numa árvore, eu gritava "aquele fugiu!" e corria para avisar um guarda; mas eu acho que meu pai decidiu fazer camping depois que viu o preço dos hotéis, apesar de a minha mãe avisar que, na primeira vez que aparecesse uma cobra, ela voltaria para casa correndo, e a minha irmã (Su) insistir em levar o toca- discos e toda a coleção de discos dela, mesmo o meu pai dizendo que aonde nós íamos não teria corrente elétrica, o que deixou minha irmã (Su) muito irritada, porque, se não tinha corrente elétrica, como ela ia usar o secador de cabelo? Mas eu e o meu cachorro (Dogman) gostamos porque o meu pai disse que nós íamos pescar, e cozinhar nós mesmos o p…

O sino de ouro